Minha fé – Zeca Pagodinho

Eu tenho um santo
Padroeiro, poderoso
Que é meu pai Ogum
Eu tenho
Tenho outro santo
Que me ampara na descida
Que é meu pai Xangô
Caô
E quem me ajuda
No meu caminhar nessa vida
Pra ir na corrida do ouro
É Oxum, é Oxum

Nas mandingas que a gente não vê
Mil coisas que a gente não crê
Valei-me, meu pai, atotô, Obaluaê
Obaluaê

Por isso que a vida que eu levo é beleza
Apesar das tristeza
Eu só vivo a cantar, cantar

Cantanto transmito alegria
E afasto qualquer nostalgia
Pra lá, sei lá

E a quem diga
Que esta minha vida
Não é vida para um ser humano viver
Podes crer

Nas mandingas que a gente não vê
Mil coisas que a gente não crê
Valei-me, meu pai, atotô, Obaluaê

+ VÍDEO

por

Confirmado por Xangô Ayrá, L'Ogan é o idealizador do site Pontos de Umbanda. Já comandou os atabaques em terreiros de Umbanda e Angola. Atualmente é pai ogan na Casa de Caridade Portal de Aruanda, já cantou em diversos festivais de cantigas afro-brasileiras e dedica-se com amor ao compartilhamento de pontos de umbanda na internet.




LEAVE A COMMENT

Digite o valor * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.