Maria Padilha – Flôr Perfeita

Olá Amigos do Pontos de Umbanda.

Venho dar os parabéns a todos vocês que com os acessos diários estão a cada dia tornando este portal mais conhecido.  Hoje trago um ponto de Maria Padilha e como todo ponto que coloco aqui no site gosto sempre de contar alguma curiosidade ou dar alguns ensinamentos sobre a entidade ou orixá que a cantiga faz referência,  vou comentar um pouco sobre a história desta pombo-gira.

É a Rainha do reino da lira, “Lira é uma cidade africana, que fica nas fronteiras orientais do Reino Baganda, de lá venho eu…” também conhecida como” Rainha do Candomblé” ou Rainha das Marias.

Rainha do candomblé não pelo culto africanista aos Orixás, senão por ser essa palavra o sinônimo de dança e música ritual.

Devemos dizer que a Pombagira representa o poder feminino feiticeiro, comparável com as Iyami Oxorongá dos iorubás. Ela pode ter muitos maridos, que se tornam seus “escravos” ou empregados.

Em terras bantas é originalmente chamada de “Aluvaia-Pombagira”, está é uma palavra africana de um idioma do povo banto (Angola), erroneamente confundido por algumas pessoas desinformadas com palavras do português “pomba um pássaro” e “gira sentido de movimento circular”.

Mulher de Exu rei das 7 Liras ou Exu Lúcifer como é conhecido nas kimbandas.

É bonita, jovem, sedutora, elegante, feminina, mas também tem vidência, é certeira e sempre tem algum conselho para aqueles que estão sofrendo por um amor, mas também é usada a sua força para desmanchar feitiços, para pedir proteção e curar várias doenças.

Mas não se engane, pois ela gosta de ser respeitada e admirada e é ponta de agulha, quem brinca com ela geralmente vai morar na sepultura.

Sua característica principal é ser uma pombagira festeira adora festas com ritualísticas e alegria daí ser chamada de rainha do candomblé.

Prefere bebidas suaves, vinhos doces, licores, cidra, champagne, anis etc…

Gosta de cigarros e cigarrilhas de boa qualidade, assim como também lhe atrai o luxo, o brilho, destaque, flores e perfumes, usa sempre muitos colares, anéis, brincos, pulseiras etc…

Maria Padilha se divide em muitos outros caminhos, para melhor reverencia-la:

Maria Padilha Rainha dos 7 Cruzeiros da Kalunga

Maria Padilha Rainha das 7 Encruzilhadas

Maria Padilha Rainha dos Infernos

Maria Padilha Rainha das Almas

Maria Padilha das Portas do Cabaré

Maria Padilha Rainha das 7 Navalhas (ou facas)

Maria Padilha Rainha da Figueira

Entre tantas outras…

Então, já que tivemos a oportunidade de conhecermos um pouco mais dessa sedutora e misteriosa pombagira, vamos sempre lembra-la e admira-la não só por sua beleza mais sim também por seus feitos.

Fonte: http://www.pombagiramariapadilha.com.br/mariapadilha.htm

+ AUDIO

[audio:http://www.pontosdeumbanda.com.br/wp-content/uploads/2011/02/maria-padilha.mp3]

+LETRA

Maria Padilha você é a flôr perfeita

Que vem dentro desta seita, para aqueles que tem fé

Tu és a rosa

Que perfuma a Umbanda

Vencedora de demanda

Com amor e muito axé

Maria Padilha

Não me deixa andar sozinho

Ponha rosas sem espinhos

Nos caminhos onde eu passar [2x]

[refrão]

Oh pombo-girê

Oh pombo-gira

Forme um tapete de rosas

Pra que eu possa caminhar

[/refrão]

por

Confirmado por Xangô Ayrá, L'Ogan é o idealizador do site Pontos de Umbanda. Já comandou os atabaques em terreiros de Umbanda e Angola. Atualmente é pai ogan na Casa de Caridade Portal de Aruanda, já cantou em diversos festivais de cantigas afro-brasileiras e dedica-se com amor ao compartilhamento de pontos de umbanda na internet.